Cree en grande.
CONMEBOL

Palmeiras sagra-se bicampeão da Glória Eterna

Palmeiras sagra-se bicampeão da Glória Eterna

O Palmeiras venceu o Santos por 1-0 na final brasileira da CONMEBOL Libertadores-2020 no lendário estádio Maracanã.  Com esta vitória, o Verdão conquistou pela segunda vez o principal torneio de clubes da América.

Com um cabeçaço após um passe de direita de Rony, no minuto 90+8’, Breno Lopes deu a Copa ao Verdão, que será o representante sul-americano no Mundial de Clubes que será disputado no Qatar em fevereiro.

O gol do atacante, que entrou no segundo tempo no lugar do jovem Gabriel Menino, botou emoção na final, que se manteve muito travada até os minutos finais.

Esta é a terceira final brasileira na história da CONMEBOL Libertadores, após a vitória do São Paulo sobre o Athletico Paranaense em 2005 e o triunfo do Internacional sobre o São Paulo em 2006.

O Palmeiras conquistou seu segundo título, após o triunfo em 1999 sobre o Deportivo Cali da Colômbia, com uma equipe que combinava a experiência de internacionais como Weverton, Gustavo Gomez do Paraguai e Matias Vina do Uruguai com atacantes como Luiz Adriano e Rony, e com um elenco prometedor que incluía jogadores como Menino, Danilo e Patrick de Paula.

Guiados pelo técnico português Abel Ferreira, os paulistas terminaram o torneio com a melhor pontuação: 32 pontos em treze jogos. No caminho para o Maracanã, os Verdes eliminaram Delfin (Equador), Libertad (Paraguai) e o River Plate da Argentina.

- Dados da final -

  • Palmeiras foi coroado campeão da CONMEBOL Libertadores pela segunda vez após vencer o Santos na final, tendo conquistado seu título anterior em 1999 contra o Deportivo Cali.
  • Breno Lopes, do Palmeiras, marcou aos 98'28'' o gol mais tardio em tempo regulamentar em uma final da CONMEBOL Libertadores, superando o Rolando Schiavi, do Boca, que também marcou contra o Santos em 2003, mas aos 94'33''.
  • Palmeiras conquistou o 20º título da CONMEBOL Libertadores para uma equipe brasileira; só superados pelos argentinos, com 25 troféus; todos os outros países somados não chegam a igualar a marca do Brasil: 16 títulos no total, e a metade deles (8) são de times uruguaios (5 Peñarol, 3 Nacional).
  • Palmeiras venceu a terceira final entre equipes brasileiras na história da CONMEBOL Libertadores: em 2005, o São Paulo venceu o Athlético Paranaense e em 2006 o Internacional derrotou o São Paulo; houve apenas uma outra final entre equipes do mesmo país (Argentina) na história deste torneio: em 2018, quando o River Plate bateu o Boca Juniors.
  • Santos perdeu sua segunda final da CONMEBOL Libertadores, ambas neste século: além da derrota de hoje para o Palmeiras, eles perderam para o Boca Juniors em 2003.
  • Rony deu a assistência para o gol do Palmeiras e passou a ser o jogador com mais assistências da CONMEBOL Libertadores 2020, com oito passes de gol (igualou o Matías Suárez, do River Plate).
  • Abel Ferreira de Portugal é o terceiro treinador não sul-americano a ser coroado campeão da CONMEBOL Libertadores levantando o troféu com o Palmeiras; os anteriores foram o português Jorge Jesús em 2019 com o Flamengo e Mirko Jozić da Iugoslávia (Croácia) em 1991 com o Colo-Colo.
  • Rony, do Palmeiras, foi o jogador que participou diretamente de mais gols (13) na CONMEBOL Libertadores 2020, marcando cinco e assistindo oito.
  • Weverton, do Palmeiras, sofreu apenas seis gols e manteve sua barreira invicta em oito dos seus 13 jogos na CONMEBOL Libertadores, foram os maiores registros do torneio junto com Esteban Andrada, do Boca.
  • Santos recebeu cinco gols de cabeça na CONMEBOL Libertadores 2020, incluindo o anotado por Breno Lopes; foi a maior quantidade no torneio.

 

 

 

OPTA

CONMEBOL.com