Cree en grande.
CONMEBOL

CONMEBOL cumpre com estrito protocolo médico para a Final Única da Libertadores 2020

CONMEBOL cumpre com estrito protocolo médico para a Final Única da Libertadores 2020
  • Priorizando a saúde de todos, a CONMEBOL cumpre com um estrito protocolo médico para a proteção de todos os organizadores, colaboradores, assistentes logísticos e protagonistas do evento.
  • O plano foi elaborado pela Comissão Médica da CONMEBOL, em conformidade com o decreto assinado pelo Estado do Rio de Janeiro, que autorizou a presença de pessoas em um número levemente superior, em comparação com o torneio local.

 

A Comissão Médica da CONMEBOL coloca em marcha o plano de ação para o cumprimento das medidas sanitárias durante a Final Única da CONMEBOL Libertadores 2020, que será disputada entre os brasileiros Palmeiras e Santos, neste sábado (30), no estádio do Maracanã no Rio de Janeiro.

Um dos pontos obrigatórios do plano é que o plantel de ambos os clubes finalistas, colaboradores da CONMEBOL, colaboradores do Governo do Rio de Janeiro, provedores e credenciados deverão apresentar o RT-PCR NEGATIVO (Polymerase Chain Reaction em tempo real) teste swab (naso-orofarínge) para acesso ao estádio.

O resultado negativo será validado pelos oficiais médicos da CONMEBOL e carregado no sistema da Comissão Médica para aprovação.

Além disso, em locais públicos como aeroportos, terminais terrestres, hotéis e áreas comuns do estádio, como corredores, vestiários, há placas com informações sobre recomendações sanitárias a serem seguidas:

  • Lavagem das mãos
  • Controle de temperatura
  • Uso obrigatório e permanente de máscara
  • 2 metros de distância entre as pessoas
  • Permanecer no local designado ou na área de trabalho específica (Zonas).
  • Evitar o contato físico
  • Evitar compartilhar materiais pessoais
  • Caso alguma pessoa apresente sintomas da COVID-19, ela não poderá participar do evento e a CONMEBOL prestará assistência imediata através de seus profissionais médicos.

Todas estas determinações são tomadas de acordo com o decreto emitido pelo Estado do Rio de Janeiro, que autorizou a presença de pessoas em um número levemente superior ao habitual no torneio local. O decreto deixa claro que este não é um evento público geral, portanto não há ingressos à venda.

A CONMEBOL continua organizando a Final Única da CONMEBOL Libertadores, cumprindo as medidas de prevenção para evitar o contágio massivo da COVID-19, cuidando assim da saúde dos seus colaboradores, fornecedores, ajudantes de logística, dirigentes e protagonistas da grande partida final.

 

 

 

 

CONMEBOL.com